NOTÍCIAS VIVA MAIS

Dor intensa na coluna pode ser sinal de hérnia de disco

Você sabia que, de acordo com a Organização Mundial de Saúde, mais de 80% da população mundial vai experimentar a dor nas costas em algum momento da vida? Atividades rotineiras, como levantar peso ou trocar um móvel de lugar, bem como a postura inadequada durante o trabalho, podem contribuir para o surgimento da dor. E um dos problemas que mais levam as pessoas ao médico é a formação de hérnias discais lombares. A principal causa é a genética, porém, o envelhecimento, o sedentarismo e o tabagismo também são fatores preocupantes. 

Saiba mais:
Mito ou verdade: Um paciente operado de hérnia de disco não vai precisar mais se preocupar.
Se não tratada, a hérnia de disco pode causar paralisia?

Para explicar o que é hérnia de disco é preciso saber o que é disco. Disco intervertebral é uma estrutura discoide que se interpõe entre duas vértebras e tem a função de absorver, distribuir carga e permitir o movimento na coluna vertebral. A hérnia discal é a ruptura deste disco, promovendo a migração do seu núcleo para o interior do canal vertebral. Isso promove os principais sintomas da hérnia que são a dor e as alterações neurológicas nos membros. As hérnias ocorrem com mais frequência na região lombar, provocando dores nas costas que podem irradiar para coxas, pernas e pés.

Os outros sintomas provocados pela hérnia discal são alterações neurológicas nas extremidades, que podem variar desde formigamento, dormência, fraqueza ou mesmo a paraplegia, em casos mais graves. Dentre as pessoas que apresentam hérnia discal sintomática, cerca de 90% melhorarão com mudança de hábitos de vida, perda de peso, fortalecimento muscular e não apresentarão mais os sintomas.

O tratamento da hérnia discal é multidisciplinar, sendo comandado pelo médico especialista em coluna vertebral, uma subespecialidade tanto da ortopedia como da neurocirurgia. Outros profissionais têm um papel importante no tratamento da doença, como o fisioterapeuta, o nutricionista, o clínico da dor e o educador físico. O médico ortopedista, Dr. Carlos Henrique Araújo Silva, especialista em cirurgia de coluna, afirma que “hábitos de vida saudáveis, com prática regular de atividade física, uma boa alimentação e uma ergonomia correta são essenciais para evitar a hérnia de disco”.