NOTÍCIAS VIVA MAIS

Câncer de Próstata não apresenta sintomas em estágio inicial

O câncer de próstata é uma doença que afeta apenas os homens. O tumor começa a crescer na próstata, uma glândula do sistema reprodutor masculino, localizada abaixo da bexiga, na frente do reto e mede aproximadamente o tamanho de uma noz. Na grande maioria de casos, o câncer da próstata começa nas células das glândulas, chamado adenocarcinoma. O câncer de próstata é uma doença de progressão muito lenta. Especialistas dizem que a patologia começa com pequenas alterações na forma e tamanho das células de próstata - neoplasia intra-epitelial prostática (PIN).

Sinais e sintomas do câncer de próstata
Durante os primeiros estágios do câncer de próstata geralmente não há sintomas. A maioria dos homens nesta fase descobrem que têm câncer de próstata após um check-up de rotina ou exame de sangue. Quando os sintomas existem, são geralmente um ou mais dos seguintes procedimentos:

- Urinar com mais frequência

- Dificuldades em urinar

- Sangue na urina

- A micção pode ser dolorosa

- Ejaculação pode ser dolorosa 

- Disfunção erétil (menos comum)

Se a doença está em estágio avançado, os seguintes sintomas também são possíveis:

- Dor óssea, muitas vezes na coluna vertebral (vértebras), pelve, ou costelas

- Parte próxima do fêmur dolorosa

- Fraqueza nas pernas

- Incontinência urinária

- Incontinência fecal

Causas de câncer de próstata
Ninguém sabe realmente quais são as causas específicas, mas os fatores possíveis incluem idade, raça, estilo de vida, medicamentos e genética, para citar alguns.

- Idade: considerado como fator de risco primário. Quanto mais velho um homem, maior é o seu risco.

- Genética: estatísticas indicam que a genética é definitivamente um fator no risco de câncer de próstata. Um homem cujo irmão ou pai teve / tiveram câncer de próstata tem duas vezes mais chances de desenvolver a doença, em comparação com outros homens.

- Dieta: a avaliação de dietas indicou que a dieta mediterrânea podem reduzir as chances de uma pessoa desenvolver câncer de próstata. Outro estudo indica que a soja, selênio e chá verde, oferecem possibilidades suplementares para prevenção de doenças.

- Medicação: alguns estudos dizem que pode haver uma ligação entre o uso diário de medicamentos anti-inflamatórios e o risco de câncer de próstata. Um estudo descobriu que as estatinas, que são utilizados para controlar o colesterol, pode diminuir o risco de uma pessoa desenvolver câncer de próstata. 

- Obesidade: um estudo encontrou uma ligação clara entre a obesidade e o risco de câncer de próstata, bem como um maior risco de metástase e morte entre as pessoas obesas que desenvolvem câncer de próstata.

- Doenças sexualmente transmissíveis (DST): homens que tiveram gonorreia têm uma chance maior de desenvolver câncer de próstata, de acordo com uma pesquisa da Universidade de Michigan.

Tratamentos para o câncer de próstata
O câncer é normalmente controlado por um dos seguintes tratamentos:

- Espera vigilante - tratamento imediato não é realizado. Níveis sanguíneos de PSA são monitorados regularmente

- Prostatectomia radical - a próstata é removida cirurgicamente

- Braquiterapia - sementes radioativas são implantadas na próstata

- Radioterapia Conformada

- Radioterapia de Intensidade Modulada 

As recomendações de tratamento vão depender do caso. Em geral, se houver um bom prognóstico e o câncer está em seus estágios iniciais, todas as opções podem ser consideradas. No entanto, todos eles têm suas vantagens e desvantagens. O paciente deve discutir as opções disponíveis cuidadosamente com seu médico. Se o câncer é mais agressivo, ou avançado, o paciente pode necessitar de uma combinação tratamentos. A cirurgia é também uma opção - a próstata é removida.