NOSSAS ENTREVISTAS

Mitos e Verdades sobre Câncer de Pele

 (071) 35... Ver mais >

Viva Mais Viva Melhor – Tipo de câncer mais comum no Brasil, são registrados cerca de 190 mil novos casos todos os anos, o câncer de pele é caracterizado por pequenas manchas ou pintas que podem ser confundidas com manchas causadas pelo sol. Como vivemos numa cidade em que a exposição do sol é muito intensa, diagnosticar e tratar a doença precocemente é essencial. E para desmistificar um pouco mais sobre este tema, na nossa série Mitos e Verdades, quem conversa conosco é o cirurgião oncológico doutor Matheus Vila de Moraes.

Doutor, é correto afirmar que o principal fator de risco para o desenvolvimento para o câncer de pele é a radiação ultravioleta (UV) presente nos raios solares?
Dr. Matheus Vila de Moraes – Correto. A radiação ultravioleta é o principal fator de risco ambiental para o aparecimento do câncer de pele, sem contar outros fatores como a pele clara, idade avançada, genética, câncer de pele prévio, inflamação de pele ou outras lesões graves.

Viva Mais Viva Melhor – Há situações em que os raios solares são benéficos, isso é mito ou é verdade?
Dr. Matheus Vila de Moraes – É verdade. Na medida certa o sol é importante para a substituir vitaminas que garantem a aparência saudável. O sol é essencial para a produção e absorção de vitamina D pelo organismo. Já a vitamina D por sua vez está envolvida na incorporação do cálcio na estrutura dos ossos. Além disso, a exposição em área de luz solar favorece o bem-estar e diminui a incidência de depressão e outras doenças do aparelho psíquico.

Viva Mais Viva Melhor – É mito ou é verdade afirmar que pintas e sinais na pele podem virar um câncer?
Dr. Matheus Vila de Moraes – É verdade. Especialmente as pintas e sinais maiores, por isso qualquer alteração nas pintas ou sinais já existentes devem ser avaliados por um especialista.

Viva Mais Viva Melhor – Somente as pessoas de pele clara e que tomam sol frequentemente é que podem ter o câncer de pele, isso é mito ou é verdade? 
Dr. Matheus Vila de Moraes – Isso é mito. Todos podem ter câncer de pele, mas as pessoas com pele mais clara têm maior propensão a desenvolver o câncer.

Viva Mais Viva Melhor – O melanoma pode se desenvolver em pessoas que não tomam sol habitualmente, isso é mito ou é verdade?
Dr. Matheus Vila de Moraes – Isso é verdade. A genética é um dos fatores para o risco para o melanoma. Cerca de 10% das pessoas com melanoma têm um histórico familiar da doença.

Viva Mais Viva Melhor – O melanoma é a forma mais fatal de câncer de pele porque ele tende a se disseminar e atingir outros órgãos, isso é verdade ou é mito? 
Dr. Matheus Vila de Moraes – O que acontece é que o melanoma se não for diagnosticado precocemente a chance de ele disseminar e atingir outros órgãos é maior, podendo levar à morte.

Viva Mais Viva Melhor – Doutor, câncer de pele não-melanoma pode evoluir para melanoma, isso é mito ou é verdade?
Dr. Matheus Vila de Moraes – O que acontece é que a origem do melanoma é diferente do câncer de pele não-melanoma. O melanoma tem origem nos melanócitos, que são as células produtoras de melanina que dão cor à pele. O que acontece é que as pessoas que já tiveram outros cânceres de pele associados à exposição solar têm mais chances de terem melanoma.

Viva Mais Viva Melhor – Somente as regiões expostas ao sol podem ser afetadas pelo câncer de pele, isso é mito ou é verdade?
Dr. Matheus Vila de Moraes – Mito. Qualquer região do corpo pode ser acometida pelo câncer de pele.

Viva Mais Viva Melhor – Mesmo não estando na praia deve-se usar o protetor solar, isso é mito ou é verdade?
Dr. Matheus Vila de Moraes – Verdade. O uso de protetor solar é recomendado inclusive em dias nublados ou encobertos, pois a radiação UV (ultravioleta) está presente.

Viva Mais Viva Melhor – Durante a gravidez o risco de desenvolver um câncer de pele é maior, isso é mito ou é verdade?
Dr. Matheus Vila de Moraes – Já foi estudado em relação a este assunto um grande subgrupo de pacientes com melanoma de mulheres em idade fértil. Vários estudos têm mostrado que não há nenhuma evidência de melhor ou pior impacto do melanoma antes, durante ou depois da gravidez, não há clara relevância em relação ao uso de anticoncepcional e reposição hormonal. O que acontece é que nessa fase durante o período da gravidez as pintas mudam de cor por causa do estiramento da pele e começa a apresentar outra forma e uma cor mais escura. Por isso mulheres que têm muitas pintas devem procurar um dermatologista antes de engravidar para que o médico faça um acompanhamento durante estes 9 meses.

Viva Mais Viva Melhor – Queimaduras podem evoluir para câncer de pele, isso é verdade ou mito?
Dr. Matheus Vila de Moraes – Com certeza. Queimaduras ou feridas com exposição ao sol aumentam o risco de desenvolver o câncer de pele.

Viva Mais Viva Melhor – A melhor forma de diagnosticar precocemente o melanoma é através da dermatoscopia, ou seja, fazendo visitas regulares ao médico, isso é mito ou é verdade? 
Dr. Matheus Vila de Moraes – O que acontece é que a dermatoscopia é um exame que auxilia bastante no diagnóstico, mas é só a biópsia a única maneira de se obter o diagnóstico definitivo do câncer.

Viva Mais Viva Melhor – Pacientes com melanoma devem ser investigados quanto a presença de disseminação à distância, metástases, mito ou verdade, doutor?
Dr. Matheus Vila de Moraes – Vai depender do estágio do melanoma, se for diagnosticado em estágio inicial não precisa.

Viva Mais Viva Melhor – Para um câncer de pele pequeno, em estágio inicial, muitas vezes um tratamento localizado pode ser o suficiente, isso é mito ou é verdade?
Dr. Matheus Vila de Moraes – Verdade. Apenas a retirada da lesão com margem já é o suficiente.

Viva Mais Viva Melhor – Os tratamentos para o câncer de pele são individualizados, depende de cada paciente, do tipo de câncer de pele e do estádio da doença, isso é mito ou é verdade?
Dr. Matheus Vila de Moraes – Verdade. O tratamento vai depender do tipo de câncer e suas características, tamanho, borda, presença de ulceração e localização.

Viva Mais Viva Melhor – O câncer de pele deve ser retirado com margem cirúrgica, isso é mito ou é verdade, doutor?
Dr. Matheus Vila de Moraes – Verdade. Sempre deve ser retirado com margem. O tamanho da margem depende do tipo de câncer. No melanoma a margem é sempre maior.

Viva Mais Viva Melhor – Para finalizar, é correto afirmar que o autoexame é fundamental para rastrear o surgimento dos cânceres de pele?
Dr. Matheus Vila de Moraes – Com certeza. Ao aparecimento de qualquer lesão suspeita deve-se procurar o especialista.

Viva Mais Viva Melhor – Conversamos com o doutor Matheus Vila de Moraes, especialista em cirurgia oncológica. Doutor, muito obrigada e até a próxima.