NOSSOS VÍDEOS

Vídeo Completo - Série Obesidade

 (71) 998... Ver mais >

Viva Mais Viva Melhor – O que é a obesidade?
Dra. Juliana Caribé – A obesidade é uma doença crônica e se caracteriza pelo acúmulo excessivo de gordura corporal. O principal parâmetro para definir o indivíduo como obeso é o índice de massa corporal maior do que 30g/m².

Viva Mais Viva Melhor – Quais os fatores de risco associados a obesidade?
Dra. Juliana Caribé – A mudança de hábitos com maior ingestão calórica associada um menor gasto energético decorrente do estilo de vida que temos adotado, tem aumentado a prevalência da obesidade em todo o mundo. Doenças crônico-degenerativas como diabetes, hipertensão arterial, aterosclerose, esteatose hepática que, em conjunto, caracterizam a síndrome metabólica, são fatores de risco intrinsecamente ligados a obesidade.

Viva Mais Viva Melhor – Como a obesidade é desencadeada?
Dra. Juliana Caribé – A obesidade está associada com mecanismos complexos que envolvem alterações hormonais, como a resistência à insulina e aumento da produção de moléculas que promovem tanto o disparo quanto a manutenção do processo inflamatório subclínico, ou seja, um processo inflamatório que existe, mas não é percebido. Além disso, a saúde intestinal e o equilíbrio da microbiota estão diretamente relacionados a manutenção do peso ideal, de modo que indivíduos obesos apresentam microbiota diferenciada em relação a indivíduos não obesos.

Viva Mais Viva Melhor – Como tratar a obesidade?
Dra. Juliana Caribé – A mudança de hábitos é fundamental. A terapia farmacológica e o uso de nutracêuticos são eficazes e promovem um auxílio a mais para o gerenciamento de peso. Sacietogênicos, termogênicos, ansiolíticos, inibidores do acúmulo de gordura, antioxidantes, prebióticos e probióticos podem ser utilizados como promotores do emagrecimento.

Viva Mais Viva Melhor – Qual a importância da individualização do tratamento da obesidade?
Dra. Juliana Caribé – Diante da complexidade que envolve o desenvolvimento e a manutenção da obesidade, a melhor maneira de tratar é avaliando as necessidades nutricionais e energéticas de cada um. A individualização do tratamento permite uma abordagem específica e que promovem melhores resultados. Hoje, os tratamentos farmacológicos podem ser seguidos de maneira muito mais agradável, já que dispomos de veículos e formas farmacêuticas inovadoras e muito variadas para agradar a todos os pacientes e melhorar a adesão. Jujubas, iogurtes, sachês, pastilhas, veículos sublinguais e várias outras formas podem ser utilizadas para veicular ativos.

Viva Mais Viva Melhor – Como as preparações individualizadas podem ajudar no emagrecimento?
Dra. Juliana Caribé – Pessoas mesmo apresentando os mesmos sintomas aparentes associados a obesidade reagem de maneira singular às intervenções porque sofrem a doença de maneira particular. Nada mais lógico do que tratar cada um levando em consideração o que mais afeta o indivíduo, dando a cada um os ativos que vão ser mais eficazes nas doses e veículos mais adequados.