NOSSOS VÍDEOS

Vídeo Completo - Série Nutrição Esportiva

 (071) 99... Ver mais >

Viva Mais Viva Melhor – Quais os alimentos ideais para o pré e pós treino para quem quer emagrecer?
Haroldo Lordello Filho - Antes do treino precisamos de energia, mesmo se queremos emagrecer, pois um treino realizado de maneira eficiente e exaustiva, será fundamental para uma maior queima de gordura. Pensando nisso, este será o melhor momento para ingerir carboidratos. Massas, frutas, arroz integral, cereais e raízes são excelentes opções. Uma boa fonte de gorduras como as gemas do ovo, as castanhas e uma fonte de proteína, como a clara do ovo, frango, peixe, carne e queijos complementam muito bem essa refeição.

Após o treino, nosso corpo está ávido por energia, essa é uma boa hora para estimulá-lo a consumir nossa energia de reserva: AS GORDURAS. Com isso, os melhores alimentos para se consumir no pós treino, são proteínas de boa qualidade, como carnes magras, peixes, frango, ovos, e, gorduras de boa qualidade: azeite de oliva, as contidas nos peixes de águas profundas, como atum, sardinha e salmão e nas oleaginosas.

Viva Mais Viva Melhor – Comer de três em três horas é técnica que realmente funciona?
Haroldo Lordello Filho - Recentemente ficou claro que o mais importante é manter um consumo nutricional (calorias e nutrientes) adequados diariamente. Contudo, fica muito mais confortável realizar um maior número de refeições, dessa forma, dividindo o volume alimentar, evitando desconfortos com quantidades excessivas de alimentos a cada momento que realizarmos uma refeição. Por isso comer de 3 em 3 horas passa a ser sim, uma técnica válida.

Viva Mais Viva Melhor – É possível comer carboidratos após o treino para quem quer emagrecer?
Haroldo Lordello Filho - Claro que sim! Carboidratos são fontes de energia rápida, e devem ser utilizados em momentos oportunos. Após uma atividade extenuante, é possível inserir carboidratos de índice glicêmico baixo, garantindo uma melhor recuperação dessa sessão de treino, favorecendo a manutenção do desempenho no próximo treino. Não há vilões na alimentação, o que falta é equilíbrio.

Viva Mais Viva Melhor – Quais as bebidas alcoólicas menos prejudiciais à dieta?
Haroldo Lordello Filho - Realmente, quando o assunto é álcool, temos um grande problema. O consumo excessivo ou constante de álcool sobrecarrega o trabalho hepático, desequilibra o balanço de líquidos, favorecendo a retenção, diminui o apetite, e favorece o acúmulo de gordura. Além disso, sempre são acompanhados de petiscos ricos em gordura saturada, sódio e carboidratos refinados. Para alguém que está realmente preocupado com a saúde e qualidade de vida, reservar momentos especiais para o consumo de álcool é a melhor opção.

Viva Mais Viva Melhor – Qual a diferença da dieta paleolítica x low-carb?
Haroldo Lordello Filho - Essa é uma pergunta que recebo diariamente no consultório. A dieta PALEO, ou dieta Paleolítica, não tem comprovação científica, e se baseia no estilo de vida humana nos primórdios. Nela, nenhum tipo de produto processado pode ser consumido, estão liberados apenas alimentos encontrados na natureza, como frutas, folhas, talos, carnes de caça e raízes.
Já a dieta LOWCARB, tem como premissa reduzir a oferta de energia proveniente de alimentos fontes de carboidratos. Atenção!! Isso não quer dizer que não é permitido consumir carboidratos, mas sim, que seu consumo deve ser reduzido, complementando-se a oferta calórica com o aumento no consumo de proteínas ou gorduras. Além disso, os carboidratos permitidos são de baixo índice glicêmico, ou seja, tem velocidade de absorção lenta. Um bom exemplo são as raízes, cereais integrais, frutas como mamão, maçã, pera, kiwi, goiaba, melão e limão.
Uma grande diferença entre a paleo e a low carb, é que a primeira não aceita produtos industrializados ou manufaturados, enquanto que a segunda cabe o consumo de queijos amarelos e alguns produtos industrializados.

Viva Mais Viva Melhor – Se reduzir o carboidrato, posso compensar só com proteína?
Haroldo Lordello Filho - Esse é um erro muito comum atualmente. Com o ‘boom’ da era fitness, a proteína passou a ser um alimento hipervalorizado. Contudo, sua função principal não é fornecer energia, mas sim promover a regeneração dos tecidos e o aporte enzimático e hormonal. Ao reduzirmos o consumo de carboidratos, o ideal é avaliar como está o consumo de gorduras, principalmente as de fontes insaturadas, como azeite de oliva, oleaginosas e peixes, como atum, sardinha e salmão. Buscar um nutricionista para te auxiliar a equilibrar os nutrientes fará toda a diferença para o alcance dos resultados.