NOSSOS SPOTS

Vídeo Completo - Doença de Alzheimer

 (071) 21... Ver mais >

Viva Mais Viva Melhor – O que é doença de Alzheimer?
Dr. Jonas Gordilho – A doença de Alzheimer é uma condição neurodegenerativa caracterizada por alteração das funções mentais, como perda de memória, atenção, desorientação e dificuldade de planejamento. Estas alterações costumam levar o indivíduo a perder sua independência, necessitando então de auxílio para realizar tarefas do dia-a-dia.

Viva Mais Viva Melhor – Todo esquecimento no idoso é doença de Alzheimer?
Dr. Jonas Gordilho – Nem todo esquecimento é doença de Alzheimer, já que existem condições como depressão, desatenção, hipotireoidismo e uso inadequado de medicações que podem causar esquecimento. Existe também uma condição chamada de distúrbio cognitivo leve, na qual o paciente com esquecimento ainda se mantém independente para realizar atividades da vida diária, como cuidar das suas finanças, medicações e afazeres domésticos. Estes pacientes devem ser acompanhados de perto pelo seu médico, pois possuem um risco maior de evoluir para doença de Alzheimer.

Viva Mais Viva Melhor – Além da doença de Alzheimer existem outras causas de esquecimento?
Dr. Jonas Gordilho – Outras condições como doença vascular cerebral, doença de Parkinson ou outras doenças neurodegenerativas podem também levar a demência. Existem também causas potencialmente reversíveis de alteração de memória e, portanto, quando o paciente começar a apresentar sintomas de esquecimento deve ser investigado o quanto antes.

Viva Mais Viva Melhor – Como é feito o diagnóstico da doença de Alzheimer?
Dr. Jonas Gordilho – O diagnóstico da doença de Alzheimer é realizado sempre por uma história clínica detalhada, seguido por testes específicos que avaliam diversos domínios cognitivos realizados por médicos qualificados. Exames laboratoriais e de imagem devem ser sempre realizados para se afastar outras causas de esquecimento.

Viva Mais Viva Melhor – Qual o tratamento da doença de Alzheimer?
Dr. Jonas Gordilho – Existem medicações que retardam a progressão da doença de Alzheimer, além de tratamentos que ajudam a controlar sintomas associados, como agitação, agressividade, insônia e apatia. O tratamento não-farmacológico, que também é muito importante, envolve terapia ocupacional, fisioterapia, atividade física e toda equipe multiprofissional. Por isso é importante que o paciente seja sempre estimulado.

Viva Mais Viva Melhor – Como prevenir a doença de Alzheimer e outras demências?
Dr. Jonas Gordilho – É importante manter o controle de doenças crônicas, como hipertensão, diabetes, assim como os hábitos de vida saudáveis, incluindo alimentação e atividade física que são essenciais para a prevenção de danos ao cérebro. Sabemos também que educação e a escolaridade são fatores protetores e por isso é preciso sempre estar estimulando as funções cerebrais.