NOSSOS SPOTS

Mitos e Verdades sobre Retinopatia Diabética

 (071) 30... Ver mais >

Viva Mais Viva Melhor – Principal causa de perda visual entre os portadores de diabetes, a retinopatia diabética é uma complicação que ocorre quando o excesso de glicose no sangue danifica os vasos sanguíneos dentro da retina. Se detectada em estágio inicial os controles glicêmico e metabólico do paciente podem fazer regredir os sinais da retinopatia, evitando a progressão da doença. Por isso, para esclarecer as dúvidas da população com relação ao tema, na nossa série Mitos e Verdades convidamos a doutora Verônica Castro Lima, especialista em oftalmologia.

Doutora, primeiramente, é correto afirmar que a principal causa de perda visual entre os portadores de diabetes é a retinopatia diabética?
Dra. Verônica Castro Lima – Sim, Olga. A principal causa de perda visual nos pacientes diabéticos é a retinopatia diabética nas suas mais variadas formas de apresentação. Existem outras causas de perda visual, mas a principal delas é a retinopatia mesmo.

Viva Mais Viva Melhor – A retinopatia diabética geralmente não apresenta sintomas em sua fase inicial, isso é mito ou é verdade?
Dra. Verônica Castro Lima – É verdade. A retinopatia diabética nos estágios iniciais pode não causar sintomas visuais. Por esse motivo essa prevenção através de exames de mapeamento de retina é tão importante.

Viva Mais Viva Melhor – A retinopatia diabética pode surgir sem que o paciente note diferença em sua visão, isso é mito ou é verdade?
Dra. Verônica Castro Lima – É verdade. O paciente pode começar a apresentar sintomas visuais somente em estágios mais avançados da doença. 

Viva Mais Viva Melhor – A retinopatia diabética está associada a idade, isso é verdade ou é um mito?
Dra. Verônica Castro Lima – Isso é um mito. Na verdade, a duração do diabetes mellitus, que é a doença sistêmica, é o fator de risco mais importante para o aparecimento da retinopatia e não propriamente a idade do paciente.

Viva Mais Viva Melhor – Todo o diabético vai desenvolver a retinopatia diabética, isso é verdade ou é mito?
Dra. Verônica Castro Lima – Isso é um mito. Existem outros fatores de risco para o desenvolvimento da retinopatia diabética, como por exemplo o tempo da doença que eu falei anteriormente e o tempo glicêmico do paciente. Dessa forma, apesar de muito comum, a depender do controle clínico do paciente, ele pode não desenvolver sinais da doença na retina até uma idade mais avançada.

Viva Mais Viva Melhor – Doutora, é verdade que não tem como prevenir a retinopatia diabética ou isso é mito?
Dra. Verônica Castro Lima – Mito! O ótimo controle glicêmico e metabólico que envolve não só o controle da glicemia, mas também o controle da pressão arterial e das taxas de colesterol e triglicérides, além dos exames regulares com o oftalmologista, ajudam a retardar o desenvolvimento da retinopatia diabética.

Viva Mais Viva Melhor – Para evitar os problemas de visão, além de manter um bom controle dos níveis glicêmicos, todo o paciente com diabetes deve fazer o exame de fundo de olho pelo menos uma vez por ano, isso é mito ou é verdade?
Dra. Verônica Castro Lima – Isso é verdade, Olga. Na verdade, essa recomendação é essencial. Nas fases mais avançadas da doença é que a gente recomenda que se faça exames com uma frequência maior, por exemplo a cada 6 ou a cada 3 meses, a depender da gravidade.

Viva Mais Viva Melhor – Para proteger a visão as gestantes com diabetes precisam fazer o exame de fundo de olho a cada trimestre gestacional, isso é verdade ou é mito?
Dra. Verônica Castro Lima – Verdade. Toda a mulher diabética que fica grávida, que fica gestante, deve ser submetida a exames de fundo de olho a cada trimestre da gestação. Porque a retinopatia diabética pode piorar ao longo da gravidez.

Viva Mais Viva Melhor – A retinopatia diabética tem cura se diagnosticada a tempo, isso é mito ou é verdade?
Dra. Verônica Castro Lima – Mito. A retinopatia diabética não tem cura e sim tratamento, principalmente se diagnosticada nos estágios mais precoces.

Viva Mais Viva Melhor – A retinopatia diabética vai acontecer sempre nos dois olhos ao mesmo tempo, isso é verdade ou é mito?
Dra. Verônica Castro Lima – Mito. Em alguns casos a doença pode se manifestar de forma assimétrica, ou seja, acometer um olho apenas. Porém, na grande maioria das vezes o acometimento é realmente simétrico e bilateral.

Viva Mais Viva Melhor – Para finalizar, doutora, é correto afirmar que os olhos que embaçam sem um motivo específico pode ser sinal de diabetes ainda não detectado?
Dra. Verônica Castro Lima – Sim, com certeza. O embaçamento visual é um dos sintomas mais importantes da retinopatia diabética e pode indicar a existência de edema de mácula, por exemplo, que é uma das formas de apresentação. Outras causas de embaçamento visual no paciente diabético é o aumento transitório da glicemia que por si só pode causar embaçamento visual e a presença de catarata que em pacientes diabéticos é muito comum e aparece de forma mais precoce.

Viva Mais Viva Melhor – Conversamos com a médica Verônica Castro Lima, especialista em oftalmologia. Doutora, muito obrigada e até a próxima oportunidade.