NOTÍCIAS VIVA MAIS

Você sabe para que servem os aparelhos ortodônticos?

Indicado para corrigir dentes mal posicionados, além de prevenir problemas de oclusão, os aparelhos ortodônticos podem trazer não só benefícios funcionais, mas um ganho estético bastante satisfatório. Porém, engana-se quem pensa que pode escolher qual aparelho usar, somente o profissional especializado em ortodontia poderá avaliar a necessidade do uso do aparelho e indicar o modelo ideal, que pode ser fixo ou móvel. Além disso, a primeira avaliação do paciente é fundamental que seja feita a partir dos sete sete anos de idade. 

“O exame precoce de uma criança permite que o ortodontista avalie e detecte problemas ortodônticos e planeje algum tipo de intervenção, se necessário, naquele momento. Caso contrário, ele orientará os pais a retornarem uma outra época para um novo exame ou até mesmo para iniciar o tratamento ortodôntico corretivo”. (Dra. Ana Carolina Guimarães, especialista em Ortodontia)

Existem dois tipos básicos de aparelho: os ortopédicos, que podem se dividir em intrabucais e extrabucais, e os ortodônticos removíveis, fixos, fixos corretivos, o invisalign e os mini-implantes. Os aparelhos removíveis são placas de acrílico contendo grampos de retenção e componente ortodônticos, tais como arcos, molas, grades ou parafusos expansores. Utilizados para realizar pequenos movimentos dentários, podem ser usados para fins ortopédicos, em crianças e jovens em crescimento. O aparelho móvel vai necessitar de um alto grau de colaboração e cuidado por parte dos pacientes. São recursos mecânicos muito limitados, eles realizam apenas movimentos de inclinação da coroa dos dentes. Fala-se muito na indicação de aparelho removível para tratamento em crianças, mas a indicação não deve ter relação com a idade do paciente, e sim com o grau de complexidade da movimentação dentária a ser realizada. Já os aparelhos fixos, recebem essa denominação por serem colados diretamente sobre o esmalte dos dentes, podem ser utilizados em crianças e adultos e independe da colaboração do uso, mas necessita de maiores cuidados durante a alimentação e a higienização.

É importante lembrar, que, antes de colocar um aparelho ortodôntico, é necessário a realização de alguns exames complementares. “Para a complementação das informações clínicas obtidas na primeira consulta, haverá a necessidade de exames complementares, que seria a documentação ortodôntica, a serem realizados em centros de imagem, que compreende radiografias dos dentes e da face, fotografias e modelos de gesso das arcadas dentárias. Em situações específicas, são solicitados outros exames, tais como tomografia e cintilografia”, finaliza a Dra. Ana Carolina Guimarães.