NOTÍCIAS VIVA MAIS

Saúde da Mulher: Embolização pode tratar miomas sem retirar o útero

Miomas são nódulos benignos que nascem no útero e que, a depender da sua localização e tamanho, apresentam diversos sintomas. Porém, muitas mulheres não sentem nada e só descobrem que possuem o mioma em exames de ultrassom de rotina. No entanto, uma parcela de mulheres pode apresentar sangramentos menstruais intensos, até mesmo fora do ciclo, além de sensação de peso no abdome, dor, vontade de ir várias vezes ao banheiro, cursar com infertilidade e, até mesmo, abortamentos repetidos.

“O tratamento do mioma vai depender muito dos sintomas que a paciente esteja sentindo, se estiver tendo sangramento, dor em baixo ventre, anemia e, mesmo que seja indicada a retirada do mioma, a paciente pode optar por diversas formas de tratamento que não a retirada do útero que é a chamada histerectomia”. (Dr. André Goyanna, médico especialista em radiologia intervencionista)

É importante destacar, que existem diversas formas de tratamento para o mioma e, mesmo que esteja indicada a retirada do nódulo, a paciente pode optar por não fazer a histerectomia. Dentre as técnicas para a retirada dos miomas, estão a videolaparoscopia e a vídeo-histeroscopia. Pode-se fazer, também, o uso de medicamentos que reduzem o tamanho dos miomas e, por fim, mais recente a todos estes métodos, existe a opção de tratamento através da embolização dos miomas.

A embolização de miomas é um tratamento que está indicado apenas nas pacientes sintomáticas, ou seja, aquelas que sofrem com a presença do mioma. Ainda assim, “existem miomas que, em procedimentos cirúrgicos ou endoscópicos, estariam melhor indicados para o tratamento. Dessa maneira é importante que a paciente passe antes por uma consulta com o médico ginecologista para avaliar, junto com o mesmo, a melhor forma de tratamento”, acrescenta Dr. André Goyanna.

Diversos estudos científicos já foram publicados sobre a embolização uterina, que demonstraram que a fertilidade das pacientes submetidas a embolização é a mesma quando comparada a outros procedimentos cirúrgicos, como a miomectomia, seja por vídeo ou seja por cirurgia aberta, ou até mesmo para tratamentos hormonais de miomas. É um procedimento que é considerado nível IA de evidência científica pela Sociedade Americana de Ginecologia Obstetrícia desde 2008. Ou seja, é o mais alto nível de confiança existente na medicina a embolização de miomas.