NOTÍCIAS VIVA MAIS

Relação entre alecrim e boa memória é testada por pesquisadores

Associado por centenas de anos à boa memória, o alecrim está sendo investigado pelo médico Chris Van Tulleken, a pedido da BBC. A pesquisa busca comprovar cientificamente os possíveis benefícios do óleo essencial de alecrim para a memória.

Cerca de 60 idosos participaram da experiência para verificar os efeitos não apenas do óleo de alecrim, mas de lavanda também. Os voluntários foram submetidos a um teste de memória. O resultado: após passarem pela sala aromatizada com alecrim, os idosos apresentaram melhores notas nos exames. O cheiro da lavanda diminuiu a performance dos participantes, por ser tradicionalmente associada com sono e sedação.

De acordo com os pesquisadores, alguns compostos do óleo de alecrim podem ser responsáveis por mudanças no desempenho da memória. Um deles é chamado de 1,8 cineol. Pode agir de forma semelhante aos remédios permitidos para tratar demência, causando um aumento em um neurotransmissor chamado acetilcolina.

O alecrim já é usado em aromaterapia por razões parecidas, mas sem comprovação científica. Os pesquisadores reconhecem que ainda são necessários mais testes, uma vez que todo remédio medido, mesmo se inalado a partir de um óleo essencial, também pode ter um efeito colateral.