NOTÍCIAS VIVA MAIS

Lentes de Contato: Mau uso pode se tornar um sério problema

Tem gente que acha charmoso usar óculos, mas, tem quem prefira as lentes de contato, seja para correção de grau ou, até mesmo, para mudar a cor dos olhos. Esse acessório está cada vez mais presente na vida das pessoas, mas, não basta comprar e sair usando, pois, o uso incorreto pode causar sérios problemas à visão, inclusive, a cegueira. 

A lente de contato é um dispositivo que é colocado sobre a superfície ocular e é prescrita pelo médico com o objetivo de corrigir o grau (erros de refração), estética ou terapêutica. É constituída em material semelhante ao plástico, com capacidade de transmitir oxigênio, podendo ser rígida ou gelatinosa. 

“A lente de contato gelatinosa é feita de material maleável, permite corrigir grau e pode ser colorida. Já a lente de contato rígida é de material resistente, com a função de corrigir altos graus e também com tratamento de deformidade da córnea, como cicatrizes e doença da córnea”. (Dr. Moacyr Freitas, médico especialista em oftalmologia)

Para saber se o paciente pode ou não utilizar a lente de contato é necessário se consultar com o médico oftalmologista. Só ele poderá avaliar a superfície ocular e indicar a melhor opção de lente, sem trazer riscos aos olhos. “Na consulta com o médico oftalmologista, ele vai avaliar a refração, que é o grau, a córnea e as superfícies dos olhos, além de fazer alguns testes de adaptação de lente de contato”, explica Dr. Moacyr Freitas

Vale lembrar, que o retorno ao médico é sempre necessário. Para quem já é usuário de lente de contato, o retorno deve ser semestral (seis meses) ou, caso tenha alguma alteração ou queixa, deve procurar o médico o mais breve possível. Toda lente de contato tem um prazo de uso, que deve ser seguido de acordo com o fabricante. Existem lentes de descarte diário, lentes de descarte mensal e lentes que tem a duração de um ano.

O mau uso das lentes de contato pode acarretar em diversas complicações. “O risco principal é a infecção da córnea, que pode levar a prejuízo parcial ou total da visão. Outras alterações são: irritações oculares, sensação de que tem um corpo estranho no olho, uma hipófise (diminuição da oxigenação da córnea), alergia tanto ao componente da lente de contato quanto do material da substância e higiene da lente e olho seco”, finaliza Dr. Moacyr Freitas.