NOTÍCIAS VIVA MAIS

Hipertensão, doença silenciosa que pode afetar qualquer pessoa

A hipertensão é uma doença, geralmente, silenciosa, ou seja, assintomática. É comum que muitos indivíduos não saibam que são hipertensos e só descubram em exames de rotina. Logo, é fundamental, independente da idade, fazer a avaliação da pressão arterial regularmente. Além disso, entre os que já tem o diagnóstico da doença, muitos não fazem o adequado controle, expondo-se aos riscos. “A hipertensão não tratada pode levar a complicações renais, complicações no coração e, até mesmo, cerebrais, como o acidente vascular cerebral, chamado derrame. Daí a importância de fazer a prevenção da hipertensão”, justifica Dr. Leonardo Lopes, médico especialista em cardiologia.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), a pressão arterial é classificada como ótima ao medir 120/80 mmHg (milímetros de mercúrio) e normal em 13/8,5 mmHg. Já quando a pressão está acima de 14/9 mmHg, o diagnóstico é de hipertensão. Por isso, para a correta investigação do problema, deve se basear em pelo menos três medidas diferentes, verificadas em duas ou mais consultas com o especialista.

Quando ocorrem sintomas, os mais comuns são dor de cabeça ou dor na nuca, tontura, cansaço, enjoo, falta de ar, dor no peito, entre outros. Portanto, a única maneira de saber se a pessoa apresenta o problema, é medindo sua pressão regularmente. Porém, na maioria das vezes, a doença só é descoberta quando as complicações já estão instaladas, ou seja, quando provocam lesões em órgãos vitais, como o coração, os rins e o cérebro. Um dos fatores que contribuem para o aumento dos casos de hipertensão é o estilo de vida moderno, que envolve maus hábitos alimentares, sedentarismo, obesidade e estresse.

Crianças e adolescentes também pode ser hipertensos

“Existem medidas diferenciadas para avaliação em crianças e adolescentes. Não é somente a idade que é o fator de risco, existem outras doenças que podem também levar a uma hipertensão arterial e acometer crianças e adolescentes”. (Dr. Leonardo Lopes)

Assim sendo, filhos de pais hipertensos devem redobrar os cuidados com a prevenção desde cedo, porque pressão alta é uma doença hereditária, crônico-degenerativa, que ataca os vasos sanguíneos e pode provocar lesões graves no corpo humano.

É importante destacar, que o tratamento da hipertensão envolve vários aspectos, desde a mudança do estilo de vida, de uma alimentação saudável, exercícios físicos regulares e medicamentos que vão tentar controlar estes níveis da pressão. “Essa é uma doença crônica e necessita, realmente, de um acompanhamento, do tratamento e do uso do medicamento de maneira contínua para deixar a pressão bem controlada”, finaliza Dr. Leonardo Lopes