NOTÍCIAS VIVA MAIS

31 de Março: Dia da Saúde e Nutrição

O dia 31 de março foi o escolhido, pelo Ministério da Saúde, para comemorar o Dia da Saúde e Nutrição. Por isso, nesta data, é importante chamar a atenção para a prática da boa alimentação, além de alertar sobre as escolhas dos alimentos para as refeições diárias, que refletem na qualidade de vida de cada um.

Em cada fase da vida, o indivíduo possui diferentes necessidades nutricionais. Logo ao nascer, por exemplo, o aleitamento materno é a indicação exclusiva até os seis meses do bebê, dando início à prática da boa alimentação. Após essa fase, a amamentação pode ser feita de maneira complementar, pois a criança vai precisar de outros nutrientes na sua dieta.

Saiba mais:
Atividade Física: Quais os alimentos ideais para se consumir depois do treino?
Nutrição: Comer de três em três horas realmente funciona?

Muitos adultos obesos foram crianças obesas e, por essa razão, é importante ter um olhar mais cuidadoso com a alimentação desde a infância. O nutricionista, Haroldo Lordello, lembra da importância de uma alimentação equilibrada para manutenção da saúde: “De acordo com o Ministério da Saúde, 52,5% dos brasileiros estão acima do peso e já existem mais de 17% de brasileiros obesos. Não podemos esquecer que a obesidade é um grave problema que afeta todo mundo e tem, na alimentação, sua principal via de tratamento. O excesso de peso traz transtornos à saúde, como indisposição, dores articulares, além de favorecer o aparecimento de doenças crônicas não transmissíveis, como diabetes, hipertensão e câncer, diminuindo a expectativa de vida”, explica. 

Reduzir o consumo de alimentos processados e aumentar o consumo de frutas e verduras, para algumas pessoas, não é tão fácil. Pequenas mudanças na alimentação terão grande valor na prevenção de doenças crônico-degenerativas. “Manter uma alimentação equilibrada, colorida e rica em nutrientes, auxilia na manutenção e controle do peso. Dê sempre preferência a alimentos naturais, principalmente orgânicos, livres de agrotóxicos e ricos em nutrientes. Evitar excessos, principalmente de produtos industrializados e carboidratos refinados, como pães, massas e salgados é fundamental nesse processo”, finaliza o nutricionista, Haroldo Lordello.

Sendo assim, a dica do Viva Mais para o Dia da Saúde e Nutrição é: dê mais importância à comida do lar, volte às preparações simples baseadas em alimentos in natura, ao arroz com feijão, aos refogados de verdura, às saladas e às carnes sem gordura. Com isso, além de melhorar a sua qualidade de vida, você vai ter mais disposição para realizar as atividades do dia-a-dia!