NOSSAS ENTREVISTAS

Tema: Bursite do Quadril

 (071) 33... Ver mais >

Viva Mais Viva Melhor – Muita gente acha que a bursite é uma doença que só atinge os ombros, mas essa pode ser uma das causas mais comuns, por exemplo, de dor no quadril. A bursite trocantérica, uma inflamação que pode causar muita dor na região lateral do quadril, e até impossibilitar as pessoas de realizarem suas atividades do dia-a-dia, merece um pouco de destaque. Além disso, muitas vezes é confundida com uma tendinite. E para falar melhor sobre o assunto nós convidamos o ortopedista e traumatologista, especialista em quadril, doutor Alan Chagas Silva.

Doutor, poderia explicar para os nossos ouvintes o que é a bursite? Quais são as partes do corpo que podem ser atingidas por esta patologia?
Dr. Alan Chagas – Primeiramente, a bursite pode atingir várias partes do corpo, as mais conhecidas são as de ombro, cotovelo, punho, joelho, tornozelo e, a que nós vamos falar agora, a de quadril. A bursite de quadril é uma inflamação nessa bolsa que pode ser uniloculada ou multiloculada. Ela produz um líquido que faz deslizar a musculatura e os tendões que estão próximos dela.

Viva Mais Viva Melhor – Doutor, é comum que as pessoas confundam uma bursite com uma tendinite? Como diferenciá-las?
Dr. Alan Chagas – É bem comum essa associação da bursite com a tendinite. A bursite é a inflamação nessa região lateral em que existe uma bursa, que é para proteger principalmente a inserção dos tendões e promover o deslizamento dele. A tendinite é a inflamação na inserção desse tendão. Muitas vezes, é muito difícil fazer um diagnóstico diferencial entre bursite e tendinite, muitas vezes vem as duas juntas.

Viva Mais Viva Melhor – Doutor Alan, o que causa bursite? Por que a bursa inflama? 
Dr. Alan Chagas – Essa inflamação é multifatorial. No nosso caso, a bursite lateral do quadril o mais comum são os microtraumas de repetição do dia-a-dia. Você pode ter uma causa infecciosa e um exemplo disso pode ser uma infecção pela tuberculose.

Viva Mais Viva Melhor – E quais são os sintomas da bursite? Eles são os mesmos para qualquer parte do corpo?
Dr. Alan Chagas – Geralmente, a principal queixa que o paciente vem é dor. Ela é muito parecida com outras partes do corpo também.

Viva Mais Viva Melhor – Doutor, a bursite pode ser associada a outras doenças?
Dr. Alan Chagas – Ela pode estar associada a outras doenças, como a causa reumática e a obesidade também é muito comum ter essa associação clínica.

Viva Mais Viva Melhor – Quem é que está mais propenso a desenvolver a bursite do quadril, doutor?
Dr. Alan Chagas – A literatura traz que é mais comum no sexo feminino e mulheres a partir da quarta e sexta década de vida. 

Viva Mais Viva Melhor – E como se faz para diagnosticar a bursite do quadril? Quais são os exames necessários para melhor detecção do problema? 
Dr. Alan Chagas – O diagnóstico da bursite trocantérica ele é eminentemente clínico. A história clínica e o exame físico bem detalhado, você palpa na região lateral do quadril e o paciente vai referir dor nesta apalpação. Agora como exame diagnóstico nós temos alguns que podemos lançar mão, desde o raios-X em que você vai ver algumas irregularidades da região trocantérica na superfície óssea, você pode ter algumas calcificações. Você pode utilizar também o exame de ultrassonografia da região lateral do quadril em que você vai ver um espessamento dessa bursa. E o padrão ouro, o exame mais detalhado é a ressonância nuclear magnética.

Viva Mais Viva Melhor – Quais são as opções de tratamento para a bursite do quadril, doutor Alan?
Dr. Alan Chagas – Primeiramente, o tratamento da bursite é clínico, utilizando anti-inflamatórios não esteroides, analgésicos e associado a isso uma fisioterapia analgésica anti-inflamatória.

Viva Mais Viva Melhor – É possível que, em determinadas situações, haja uma necessidade de tratamento cirúrgico?
Dr. Alan Chagas – O tratamento cirúrgico na bursite lateral do quadril é um tratamento de exceção, mas pode ser que seja necessário fazer esse tratamento cirúrgico.

Viva Mais Viva Melhor – O paciente com bursite do quadril pode realizar atividade física?
Dr. Alan Chagas – Inicialmente não. Inicialmente é um quadril doloroso e esse paciente tem que ter mais um repouso.

Viva Mais Viva Melhor – Doutor, caso não tratada, a bursite pode evoluir para um quadro mais sério?
Dr. Alan Chagas – Ela pode evoluir para um quadro de limitação funcional deste paciente, com uma marcha claudicante, uma dificuldade para cruzar as pernas e uma dificuldade até para as atividades do dia-a-dia.

Viva Mais Viva Melhor – Tem como evitar a bursite do quadril?
Dr. Alan Chagas – O principal objetivo da gente para evitar essa bursite do quadril é que o paciente faça uma atividade física regular, evitar dormir de lado, evitar tempos prolongados com sapatos altos, tempos prolongados com as pernas cruzadas e isso diminui o risco de bursite.

Viva Mais Viva Melhor – Para finalizar, doutor Alan, é possível realizar esse tratamento da bursite do quadril pelo Sistema Único de Saúde (SUS) ou mesmo pelos planos de saúde?
Dr. Alan Chagas – É possível realizar esse tratamento tanto pelo Sistema Único de Saúde como o sistema privado. Inicialmente o paciente vai usar medicações e fazer fisioterapia, caso não melhore tem a possibilidade de você fazer uma infiltração com um corticoide anestésico nesta região, no máximo até 3 infiltrações. Caso tenha uma dor intratável que não melhore você pode lançar mão num tratamento cirúrgico que é um tratamento de exceção. O tratamento cirúrgico ele tem duas possibilidades, ele pode ser o tratamento aberto em que você faz um corte na face lateral do quadril, abre essa região e resseca a bursa. Ou você pode fazer um tratamento menos invasivo por via artroscópica, em que você faz 3 furinhos no quadril, entra com a câmera e entra com outro instrumento em que você resseca essa região da bursa.

Viva Mais Viva Melhor – Ok. Conversamos com o doutor Alan Chagas Silva, ortopedista e traumatologista com especialidade em quadril. Doutor, muito obrigada e até a próxima.