NOSSAS ENTREVISTAS

Mitos e Verdades sobre Cálculo renal

 (071) 34... Ver mais >

Viva Mais Viva Melhor – Uma dor muito forte, aguda, inesquecível, muitos dizem que essa é a dor mais próxima do parto que os homens podem sentir, são as conhecidas pedras nos rins, que provocam as temidas cólicas renais. O problema ocorre devido a uma disfunção metabólica que faz com que algumas substâncias não sejam eliminadas naturalmente, acumulando-se no órgão e formando cálculos, que podem se alojar no rim ou ir para o canal da urina. E para esclarecer mais sobre o assunto, na nossa série Mitos e Verdades de hoje, conversamos com o doutor André Costa Matos, especialista em urologia.
Doutor, primeiramente, é correto afirmar que a dor provocada pelo cálculo renal é semelhante a dor do parto?
Dr. André Costa Matos – Olha Olga, é muito semelhante. Algumas pessoas descrevem como a pior dor de suas vidas. As duas são do tipo cólica, ou seja, aquela dor que aperta e alivia e as duas também se localizam na região abdominal, então são bastante semelhantes.

Viva Mais Viva Melhor – A ingestão de água previne o aparecimento das pedras nos rins, isso é mito ou é verdade, doutor?
Dr. André Costa Matos – Verdade. O cálculo se forma devido a nucleação de pequenos cristais de sais minerais excretados na urina. Quanto mais diluída a urina, menor a chance de agregação desses cristais. Então quanto mais líquido em geral se bebe, menor a chance de formação do cálculo.

Viva Mais Viva Melhor – É verdade que quem já teve pedra no rim uma vez não vai ter de novo ou isso é mito?
Dr. André Costa Matos – Isso é mito. A tendência à formação de cálculos do indivíduo continua, em algumas pessoas mais do que em outras, mas em média quem teve um episódio de cólica renal tem 50% de chance de ter outra cólica em 10 anos.

Viva Mais Viva Melhor – As pedras alojadas nos rins só podem ser removidas com cirurgia, isso é verdade, doutor, ou é um mito?
Dr. André Costa Matos – Não, isso também é um mito. Pode-se tratar com Litotripsia Extracorpórea, que é uma máquina que emite ondas mecânicas parecidas com as do som, capazes de fragmentar os cálculos renais sem a necessidade de cirurgia. Além disso, os cálculos de ácido úrico também podem ser dissolvidos com medicações que alcalinizam a urina. 

Viva Mais Viva Melhor – Doutor, quem tem cálculo renal deve evitar alimentos derivados do leite, alimentos ricos em cálcio, isso é verdade ou é um mito?
Dr. André Costa Matos – Isso é um mito. A quantidade de cálcio ingerida diariamente por quem consome derivados do leite não aumenta a tendência de formação de cálculos renais. Ao contrário, até protege, porque o cálcio evita a excreção de oxalato. O importante é ele evitar excessos, até 1 litro de leite por dia é bem seguro.

Viva Mais Viva Melhor – Consumir muito sal também aumenta as chances de desenvolver cálculo renal, isso é mito ou é verdade?
Dr. André Costa Matos – É verdade. O sódio presente no sal de cozinha aumenta a excreção de cálcio pelos rins. O cálcio é o principal componente dos cálculos renais.

Viva Mais Viva Melhor – Quando aparece um caso na família é muito comum ouvirmos sobre o chá de quebra-pedras, é correto afirmar que ele dissolve os cálculos mesmo, doutor? Existem produtos que possam promover essa dissolução dos cálculos renais?
Dr. André Costa Matos – Olha Olga, esse chá é muito falado e divulgado na mídia. No Google existem 360 mil referências ao chá de quebra-pedras, mas a literatura científica relata apenas 1 trabalho em ratos demonstrando algum benefício. Por que que nesse tempo todo o produto não foi desenvolvido pela indústria farmacêutica? Então podemos afirmar que funciona. Quando o cálculo é de ácido úrico existe a possibilidade de solução utilizando remédios para alcalinizar a urina.

Viva Mais Viva Melhor – Doutor, a incidência de pedras nos rins aumenta, de fato, no verão, isso é mito ou é verdade?
Dr. André Costa Matos – É verdade. Em ambientes mais quentes existe uma maior tendência à perda de líquidos pelo suor e essa desidratação pode favorecer o aumento da incidência de cálculos renais.

Viva Mais Viva Melhor – Cerveja evita o aparecimento do cálculo renal, isso é verdade ou é mito?
Dr. André Costa Matos – Isso é mito. O benefício da cerveja estaria no aumento da ingestão de líquido. Porém, como toda a bebida alcoólica, o álcool leva a uma desidratação subsequente que anula o seu efeito benéfico.

Viva Mais Viva Melhor – Para finalizar, doutor, é correto afirmar que essa doença está diretamente associada a hábitos alimentares errados?
Dr. André Costa Matos – Em parte sim. Quem é formador de cálculos renais tem predisposição genética ou anatômica para isso. Mas a baixa ingestão hídrica, associada ao consumo de sal e proteínas em excesso contribuem muito para a formação dos cálculos renais.

Viva Mais Viva Melhor – Conversamos com o médico doutor André Costa Matos, especialista em urologia. Doutor, muito obrigada e até a próxima.