NOSSAS ENTREVISTAS

Matéria Viva Mais sobre Osteoartrose do Joelho

Com participação de Dr. Vinícius Aleluia

Viva Mais Viva Melhor – As dores nos joelhos podem acontecer por diversas causas, uma das mais comuns é a osteoartrose, doença degenerativa e progressiva que envolve a cartilagem articular da região. O tratamento não-operatório, aliado a fisioterapia e ao emagrecimento ajudam na recuperação do paciente e no controle das dores. Neste contexto, uma das opções disponíveis é a viscossuplementação, que é a aplicação de ácido hialurônico na articulação, um procedimento não-invasivo que pode ser feito no consultório médico. Porém, o especialista em ortopedia e traumatologia doutor Vinícius Aleluia deixa claro que não é qualquer paciente que pode se beneficiar desta técnica.
Dr. Vinícius Aleluia – Os estudos mostram que os pacientes que mais se beneficiarão da viscossuplementação são aqueles que possuem uma artrose em um estágio inicial, onde não há uma deformidade muito grande da articulação e pacientes que não tenham também a idade tão avançada. É um procedimento ambulatorial, que a gente pode fazer no consultório médico, não exige nenhuma preparação especial, o paciente vai como se fosse para uma consulta médica e é claro que é feito em um ambiente de preparação onde o joelho fica estéril. É feita através de anestesia local com aplicação dentro da articulação do joelho. Pacientes com deformidade acentuada talvez sejam mais candidatos para o procedimento do tipo de artroplastia, ou seja, prótese de joelho.

Viva Mais Viva Melhor – A gestora de pessoas Marcela Góis descobriu a patologia quando começou a sentir fortes dores no joelho, por trabalhar muito tempo em pé e de salto. Além disso, o ganho rápido de peso contribuiu ainda mais para o surgimento da artrose. Porém, ela procurou ajuda, fez a viscossuplementação e hoje tem poucas limitações.
Marcela Góis – Eu descobri a patologia do joelho quando comecei a sentir fortes dores, principalmente ao subir e descer escadas, ao dirigir. Como eu trabalhava em pé e de salto passei a sentir dores muito fortes, o joelho muito inchado com muita frequência. A intensidade das dores eram muito fortes, a ponto de sentir o joelho travado, pontadas, fisgadas, com dificuldade de andar, esticar, dobrar. Eu tinha dificuldade de ficar muito tempo em pé ou caminhando muito tempo. Eu soube que tinha desgaste da cartilagem e fiquei preocupada no início, mas em seguida eu procurei me informar bastante para entender e me tratar melhor, a fim de não atrapalhar a minha qualidade de vida. Vários fatores me levaram a desenvolver esta patologia. Eu tive um ganho de peso muito rápido e como eu trabalhava de salto e em pé por um longo período isso que contribuiu mais. Quando eu soube da doença eu iniciei o tratamento com fisioterapia, alguns medicamentos para amenizar a dor, utilizei medicamento para reconstrução da cartilagem. Só que eu tive um derrame articular e aí foi indicada a viscossuplementação para aliviar a dor e inchaço e eu ter a mobilidade do joelho. Depois da viscossuplementação me senti muito bem, deu muito resultado e eu continuei as sessões de fisioterapia para eliminar o processo inflamatório restante e depois da fisioterapia tendo resultado eu pude iniciar o fortalecimento muscular com acompanhamento de uma profissional de educação física. Hoje eu tenho poucas limitações, não posso ficar muito tempo com salto, dirigir por muito tempo, caminhar por muito tempo, mas as limitações não são muitas, a viscossuplementação teve muito resultado comigo.

Viva Mais Viva Melhor – A viscossuplementação é um procedimento simples, seguro e feito sob anestesia local. O doutor Vinícius ainda acrescenta que o paciente poderá voltar para casa andando normalmente.
Dr. Vinícius Aleluia – Isso é uma preocupação do paciente quando você propõe o tratamento a ele. Na verdade, é feito ambulatorialmente num consultório, o paciente não precisa de maiores preparos para ser submetido a uma viscossuplementação, é feito sob anestesia local e o paciente pode voltar para casa deambulando normalmente. Apenas nós costumamos orientar um repouso relativo, ou seja, não sair para fazer longas caminhadas, não bater perna no shopping por exemplo, para que o ácido hialurônico não irrite a articulação do joelho e não faça gerar um processo inflamatório reacional. No geral, orientamos que no outro dia após a aplicação o paciente pode ter suas atividades rotineiras sem maiores problemas.

Viva Mais Viva Melhor – Com informações do site VivaMaisVivaMelhor.com Camila Paranhos.